Quando desliga o sinal analógico na sua cidade? Como ter o conversor

Em 2014, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações estabeleceu um cronograma para desligamento total do sinal analógico em todo o país, processo que será realizado de forma gradual.

Mas, o que isso significa na prática? Simples: sabe aquela televisão antiga de tubo que você tem em casa? Ela possui sinal analógico e, portanto, deixará de funcionar, já que todos os canais abertos transmitirão sua programação somente em sinal digital.

Com o sinal digital a TV transmitirá imagens muito mais nítidas, com som mais claro e de melhor qualidade, sem ruídos ou interferências, características comuns no sinal analógico.

Esse desligamento será realizado para aumentar a qualidade de imagem e som que chega à casa da população, inclusive para garantir a expansão da oferta de internet 4G pelo Brasil, permitindo uma navegação em velocidade mais rápida.

conversor digital

Quando o sinal analógico será desligado na sua cidade?

O sinal analógico já foi desligado na cidade de Rio Verde, em Goiás, inclusive em toda Brasília e na capital de São Paulo. A previsão é que até o fim 2023 todo o país já esteja sob o sinal digital.

No entanto, já existem algumas datas fixas para o desligamento em cidades pontuais pelo Brasil, tais como:

  • 31/05/2017 – Goiânia/GO;
  • 26/07/2017 – Belo Horizonte/MG, Fortaleza/CE, Juazeiro do Norte/CE, Sobral/CE, Recife/PE e Salvador/BA;
  • 27/09/2017 – Interior e litoral de São Paulo (Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e Vale do Paraíba);
  • 25/10/2017 – Rio de Janeiro/RJ e Vitória/ES;
  • 31/08/2018 – Curitiba/PR, Florianópolis/SC e Porto Alegre/RS;
  • 28/03/2018 – Interior de São Paulo (Bauru, Presidente Prudente e São José do Rio Preto) e São Luís/MA;
  • 30/05/2018 – Aracaju/SE, Belém/PA, João Pessoa/PB, Maceió/AL, Manaus/AM, Natal/RN e Teresina/PI;
  • 28/11/2018 – Boa Vista/RR, Campo Grande/MS, Cuiabá/MT, Macapá/AP, Palmas/TO, Oeste do Paraná, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Interior do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Interior de São Paulo;
  • 05/12/2018 – Blumenau/SC, Campina Grande/PB, Caruaru/PE, Dourados/MS, Feira de Santana/BA, Governador Valadares/MG, Juiz de Fora/MG, Jaraguá do Sul/SC, Joinville/SC, Petrolina/PE, Rondonópolis/MT, Vitória da Conquista/BA, Uberaba/MG, Uberlândia/MG, Imperatriz/MA, Marabá/PA, Mossoró/RN, Parnaíba/PI e Santa Maria/RS.

Não mora em um desses locais e gostaria de saber quando o sinal será efetivamente desligado na região onde vive? A melhor forma de acompanhar isso é acessando o site Seja Digital.

Conversor Digital

No campo “Quer visualizar de outra cidade?”, selecione o estado e município em que você reside ou deseja saber a data de desligamento. Clique em “Visualizar Cidade” e automaticamente será exibida uma mensagem com o dia do fim do sinal e uma contagem regressiva.

Vale lembrar que a data é passível de mudança, principalmente de atrasos. O motivo é que a Anatel recomenda que 93% dos domicílios da região tenham capacidade de captar o sinal digital assim que desligado o analógico.

Se a área em questão não atingir essa taxa mínima, pode ser que o desligamento seja postergado. Para ter certeza de quando esse processo ocorrerá, fique de olho no site Seja Digital e também em comerciais exibidos entre seus programas favoritos, já que campanhas publicitárias serão veiculadas confirmando a data.

O que fazer para não ficar sem TV

A data de desligamento do sinal analógico está chegando? Há duas formas de não ficar sem TV: uma delas é comprando um novo aparelho apto a receber o novo sinal ou então adquirindo um conversor digital.

É importante citar que cada televisão de sua casa precisa de um conversor digital. Portanto, caso tenha mais de um aparelho antigo, será necessário garantir mais de um conversor.

Além do conversor, também é preciso ter uma antena compatível com o sinal digital, ou seja, a UHF, para receptá-lo e assegurar a transmissão da imagem e som sem problema algum.

Conversor digital grátis

Beneficiários de programas sociais do Governo Federal tem direito a um kit de sinal digital gratuito. Para isso, basta pertencer ao Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, ter bolsas de ensino superior ou ainda estar associado à Tarifa Social de Energia Elétrica.

Quer saber se você tem direito a esse benefício? Então, acesse o site Seja Digital e informe seu NIS ou CPF e clique em “Buscar”. Se você estiver associado a algum programa social aparecerá na página detalhes para fazer a retirada do kit.

Se a entrega ainda não estiver liberada, será possível fazer um cadastro, informando seus dados de contato, para ser comunicado em primeira mão da entrega do benefício assim que estiver disponível.

Não tem direito ao kit? Então, será necessário desembolsar a partir de R$ 80 para garantir um conversor digital. E não se esqueça de acrescentar um valor extra para a antena UHF, caso não tenha uma.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie: